O que é a endometriose e quais são seus sintomas

Blog | Notícias
O que é a endometriose e quais são seus sintomas

Para garantir longevidade e qualidade de vida, a nossa saúde sempre deve ser prioridade!

 

Seja em atitudes de rotina - como beber água, ter uma alimentação saudável, se exercitar regularmente - ou coisas pontuais - como ir para o médico anualmente, fazer exames de rotina e estar vigilante a saúde física do corpo.

 

Por isso, hoje vamos conversar sobre a endometriose: o que é, seu diagnóstico, sintomas e todos os detalhes que você precisa saber. 

 

Leia o blog até o final para conferir como cuidar melhor da sua saúde e do seu coração!



O que é a endometriose?

 

A endometriose é um distúrbio crônico que afeta mulheres em idade reprodutiva. 

 

O tecido endometrial, que é responsável por revestir o útero, cresce fora dele, podendo estar presente nos ovários, nas tubas uterinas ou no intestino.

 

Sua apresentação pode variar desde um atingimento leve que passe despercebido a menstruação um pouco mais dolorosas ou até doença mais grave, que atinge órgãos fora do sistema reprodutivo, como o intestino.

 

A versão mais frequente da doença é a endometriose ovárica, ou seja, no ovário, consistindo em um cisto ou vários cistos no ovário, que, felizmente, possui fácil reconhecimento.

 

Quais os sintomas da endometriose?

 

Nesse quadro clínico, há diversos sintomas, como:

 

  • irregularidades menstruais;

  • alterações intestinais e/ou urinárias;

  • dificuldade para engravidar;

  • dismenorreia (cólica intensa antes e/ou durante a menstruação);

  • incômodo no momento das relações sexuais;

  • dor na região pélvica;

  • fadiga e exaustão;

  • sangramento vaginal irregular;

  • infertilidade (em casos mais graves);

  • dor e sangramento ao evacuar e urinar;

  • diarreia (principalmente no período menstrual);

  • cistos na pélvis (chamados de endometriomas);

 

Diagnóstico da endometriose

 

Para um diagnóstico definitivo, é necessário a análise do tecido a partir de uma biópsia no órgão afetado. 

 

Por ser um exame invasivo, nem sempre é possível fazer. E, nessas situações, a ecografia vaginal é usada para um diagnóstico, sendo um exame rápido, indolor e seguro.

 

Por último, a ressonância magnética nuclear (RMN) também é uma possibilidade, principalmente quando são lesões menores e não identificáveis por ecografia, com, por exemplo, a endometriose profunda. 

Com a RMN também é possível planear uma cirurgia numa apresentação complexa da doença.

Tratamento da endometriose

 

Por a endometriose ser uma doença crônica, geralmente se resolvem apenas com a menopausa, mas o tratamento consegue garantir uma vida perfeita e normal para a mulher.

 

Em relação ao tratamento, ele é baseado fundamental no controle da dor, que envolvem - ou não - os fármacos:

 

  • analgésicos;

  • anticonceptivos orais;

  • progestativos;

  • agonistas.

 

Em um caso mais avançado, a endometriose pode exigir de um tratamento cirúrgico.

 

Independente das possibilidades, todos os tratamentos devem ter a consulta de um médico ginecologista para que seja indicado o melhor suporte para você e seu corpo.

 

Conte com a Compare para encontrar o melhor médico e plano de saúde que você precisa.

 

Comentários