Terceira idade: dicas para se exercitar em casa

Blog | Notícias
Terceira idade: dicas para se exercitar em casa

Na terceira idade, é fundamental manter uma rotina de exercícios e atividades que implementem o bem-estar. 

 

Os exercícios têm múltiplas funções e benefícios, como promover o bem-estar, fortalecer ossos e músculos, melhorar o sistema defensivo imunológico e tantos outros que juntos vão agir para prevenir doenças como a osteoporose e diabetes, por exemplo.

 

A constância no meio desse processo é de extrema relevância para que os efeitos sejam de fato promissores, mas antes de tudo vale salientar que para iniciar qualquer prática, o médico deve ser consultado para avaliar a condição física, analisar a aptidão e reivindicar quaisquer restrições que sejam necessárias.

 

O acompanhamento de profissionais da área da educação física também deve ser feito, a fim de proporcionar a experiência correta de acordo com o condicionamento e capacidades dos praticantes.

 

Como e por onde os idosos devem começar as práticas?

 

No primeiro contato, é indicado começar com atividades de baixo impacto a fim de prevenir lesões e outros problemas aos praticantes da terceira idade. Algumas dicas de exercícios para realizar em casa são:

 

1- Subir e descer escadas: estes exercícios podem ser praticados de acordo com a condição do indivíduo, pode ser realizado de forma mais intensa (correndo) ou de maneira mais moderada (em um tempo mais lento e constante). Eles ajudam na ativação da circulação sanguínea e no fortalecimento dos músculos;

 

2- Alongamentos: eles podem ser realizados da mais diversas formas e variações, desde rotações no pescoço à puxar os braços por trás da cabeça, auxiliando na melhora da movimentação dos braços, pernas, pescoço e tronco;

 

3- Andar nas pontas dos pés e calcanhares: esses exercícios trabalham na melhora da coordenação motora e equilíbrio e para executá-los é simples: com o apoio de uma parede, fique de ponta de pés e ande até o limite da parede, quando chegar, na volta fique na ponta dos calcanhares e retorne ao ponto inicial;

 

4- Agachamento: este exercício auxilia no fortalecimento dos músculos inferiores e para fazê-lo é simples: utilize uma cadeira para auxiliar a execução e inicie com as pernas na largura dos ombros, abaixe-se impulsionando o bumbum para trás, deixando os joelhos virados para a frente e mantenha a postura ereta, desça até encostar na assento da cadeira para evitar lesões no joelho; 

 

5- Joelho no peito: esta prática ajuda na mobilidade do tronco e pernas e também no controle da respiração, para realizá-lo basta deitar-se de barriga para cima, puxando seu joelho até a altura do peito e segurando-o com os braços (abraçando-os de 5 a 10 segundos) e depois repita com o outro joelho;

 

É sempre importante ter em mente que a prática de exercícios não tem limite de acordo com a idade, o mais importante acima de tudo é não ficar parado, pois as atividades físicas - dos mais variados tipos - trazem múltiplos benefícios ao corpo humano, especialmente na fase da terceira idade.

 

Por isso, não deixe de se exercitar, seja fazendo atividades domésticas (como lavar louças, cozinhar…) ou exercícios tradicionais como os citados acima. Cuidar da saúde é também uma forma de estar bem consigo interna e externamente. Exercite-se!

Comentários